Manual de Regas Para Jardim De Vasos

Home / Guia / Manual de Regas Para Jardim De Vasos

Manual de regas para plantas em vasos

Saber quando regar suas plantas pode ser uma tarefa complicada para quem ainda não tem experiência com vasos. Neste artigo, aprenda os segredos de quando, como, e com que frequência realizar essa atividade fundamental da jardinagem!

Manual de Regas

Para Plantas em Vasos

Regar ou não regar: eis a questão.

Quem tem plantas em casa certamente já se fez essa pergunta. Ora, eu mesmo me pergunto isso todos os dias.

Enquanto plantas de quintal podem buscar água nas camadas mais profundas do solo, plantas em vaso estão à sua mercê no que diz respeito a hidratação.

E diferentemente do que algumas pessoas dizem, regas regradas simplesmente não funcionam. Um vaso precisa, não apenas receber a quantidade certa de água, nem mais, nem menos, mas também receber essa água no momento certo.

Por isso, nessa hora é preciso ter olho clínico!

Por que é difícil saber quando regar as plantas?

De acordo com o Instituto De Pesquisas Avançadas Da Sacada Verde, a maior causa de morte de plantas domésticas no mundo é a má administração de água no vaso. Pouca água mata suas plantas de sede. Por outro lado, água demais, as mata afogadas.

As plantas, em geral, nos dão sinais claros de que estão sem receber água por muito tempo. As folhas perdem o brilho, os galhos murcham e a planta fica com uma aparência sem vida.

Por outro lado, os sinais de água em excesso podem demorar a aparecer; muitas vezes isso só acontece quando já é tarde demais.

Quando o assunto é quando regar as plantas, é comum ver por aí conselhos do tipo:

  • “Dê água X vezes ao dia”
  • “Regue as plantas no final das tardes a cada X dias”
  • “Regue apenas X dias na semana”

O problema com esse tipo de informação é que ela deixa de levar em consideração seu ambiente, ou melhor dizendo, o ambiente da sua planta. Este ambiente certamente tem suas particularidades, e, adivinhe só, muitas destas particularidades estão sempre variando com o tempo!

vaso regador
Apesar do arranjo charmoso, não é assim que se usa um regador!

Fatores Que Influenciam Na Frequencia De Regas

  • Clima: Plantas precisam de menos água em climas amenos e mais água em climas quentes. Além disso, a temperatura e umidade do local onde suas plantas estão, ou seu microclima, podem ser diferentes daquela de sua região. Um vaso junto a um canto de parede, ou sobre concreto ao sol, por exemplo, absorvem o calor refletido por estas superfícies e perdem água mais rápido.
  • Vento: Quanto mais brisa correr pelos seus vasos, mais frequente deverão ser as suas regas.
  • Porosidade do Vaso: Vasos de madeira, cerâmica, cimento ou outro material poroso perdem mais água em relação aos vasos de porcelana, vidro ou material plástico.
  • Tamanho do vaso: quanto maior for seu vaso, maior será a capacidade dele reter água por mais tempo.
  • Cor do vaso: A cor de seu vaso tem influência no calor absorvido por ele e consequentemente na perda de água por evaporação.
  • Tipo de substrato: A composição do substrato também afeta a quantidade de água retida no vaso. Compostos como a perlite ou vermiculite aumentam a permeabilidade e a retenção de água, respectivamente, quando presentes no substrato.
  • Espécie da planta: Hortas e flores, em geral, bebem muita água, enquanto cactos e suculentas preferem regas menos frequentes.
  • Fase de desenvolvimento da planta: uma planta tem diferentes exigências de água de acordo com as suas fases de desenvolvimento. No período em que ela está florando ou gerando frutos, esta exigência é maior. Já durante o inverno, algumas espécies entram em hibernação e não precisam ser regadas.

Mas então, quando regar as plantas?

Como você pode ver, são muitas as variáveis que influenciam no qual frequente você deve regar suas plantas.

Por exemplo, a frequência de regas de alguém que cultiva alface em uma garrafa PET de 2L na janela de um apartamento, em São Paulo, é diferente de alguém que planta a mesma alface, mas em uma jardineira de madeira no pátio de casa, em Belém.

Cada caso é um caso, e por isso não há uma resposta fácil para quando regar as plantas na hora certa. Porém, como diz Paulo Coelho em seu livro O Alquimista, “É preciso seguir os sinais”.

girassol em vaso
"Você consegue entender o que estou dizendo?"

Escute Suas Plantas

Sim, as planta falam e irão te dizer quando precisam de água!

Folhas murchas e galhos sem força são sinais de que sua planta está com sede. Você também pode notar mudanças na cor. Algumas plantas perdem o brilho em suas folhas antes que seus galhos murchem.

Garanta que suas plantas estarão sempre abastecidas antes que elas tenham que gritar por socorro.

Sinta A Terra Com Os Dedos

Sentir a terra é uma maneira segura de saber se o seu vaso precisa de uma nova rega.

Coloque seu indicador cerca de dois a três centímetros de profundidade na terra do vaso. Se ela estiver seca, é uma boa hora para regar o vaso. Caso contrário, deixe a rega para um outro dia, quando o substrato estiver mais seco.

Sinta O Peso Do Vaso

O substrato do vaso, quando seco, fica naturalmente mais leve. Sinta seu peso logo após uma rega e use-o como referência para saber quando regar de novo.

Dica: Um vaso leve demais, mesmo depois de uma rega, pode estar carente de matéria orgânica e nutrientes!

Use Um Medidor De Umidade

Uma opção potencialmente mais precisa, é usar um medidor de umidade.

Existem vários equipamentos disponíveis no mercado que lhe ajudam a saber melhor quando regar as plantas. Alguns deles, até dão outras informações importantes, como nível de luminosidade e pH do solo.

Eu particularmente ainda não experimentei usar um medidor de umidade em meus vasos, mas não tenho dúvida de que eles são mais práticos que os métodos “manuais”.

Como regar as plantas?

Na falta de um esguicho de mangueira, use as mãos para suavizar a saída de água.

Uma rega bem feita é aquela em que o substrato absorve quantidade suficiente de água para ficar úmido em todo seu volume. Existem muitas maneiras de se fazer isso de forma eficiente.

Abaixo segue uma lista de técnicas e cuidados que eu uso quando vou regar meus vasos.

Despeje Água Gradualmente No Vaso

Uma grande quantidade de água de uma só vez vai fazer com que a água encontre o caminho até o fundo do vaso mais rapidamente.

Ao invés disso, forneça água aos poucos, aguardando alguns segundos até o substrato absorver totalmente aquela quantidade. Repita até o vaso começar a gotejar pelo fundo. Isto levará um pouco mais de tempo que o normal, mas suas plantas irão agradecer seu esforço!

Seja Cuidadoso

Utilize um regador de bico fino ou suave (tipo chuveirinho), ou uma mangueira com esguicho para suavizar a saída de água.

Derramar água de qualquer jeito no vaso vai abalar a estrutura do substrato, o que pode estressar sua planta. Isso sem contar que a água irá encontrar um caminho mais rápido até o fundo do vaso antes que o substrato esteja completamente úmido.

borrifador para jardinagem
Por terem as raízes subdesenvolvidas, mudas devem receber um cuidado especial na hora de regar.

Lembre-se Da Quantidade De Água

Algumas plantas estão comigo a mais de um ano. Para esses vasos, eu já sei a quantidade certa de água e o número exato de viagens que eu tenho que fazer até a torneira com meu regador.

Eu já vi na internet planilhas com tabelas detalhadas para registro de frequencia e quantidade de água – tem gente que leva isso muito à sério! Porém, se você não tem muitos vasos, não é preciso tanto.

Você vai querer encontrar o ponto ótimo para que uma quantidade mínima de água escorra pelo fundo do vaso. Água em excesso acaba lavando o substrato de seus nutrientes, coisa que definitivamente você não irá querer.

Rega Invertida

Você ainda pode desafiar a gravidade e regar seu vaso do fundo até a superfície! Este é um método eficiente, que garante água por todo o substrato.

Para isso, você irá precisar de um recipiente mais largo que o próprio vaso, com de cerca de metade de sua altura. Coloque água no recipiente e em seguida ponha o vaso dentro. Deixe o vaso descansar aí, “de molho”, por cerca de dez minutos.

Feito isso, o substrato irá absorver a quantidade ideal de água por capilaridade a partir do fundo do vaso. Depois que você sentir o substrato úmido na superfície, retire o vaso do recipiente com água.

regar pelo fundo do vaso
O prato de fundo também pode ser usado para uma rega invertida, a depender do vaso.

Cuidados ao regar as plantas

Além de saber a hora certa e a maneira correta de regar as plantas, ainda é preciso ter alguns cuidados na hora de aguar os vasos.

Não Deixe O Substrato Lamacento

Com medo de matar às plantas de sede, muita gente acaba dando água demais. Mesmo com uma drenagem adequada no vaso, você pode acabar matando sua planta com excesso de amor.

Suas raízes precisam extrair oxigênio do ar, e se a terra ficar lamacenta por muito tempo, o acesso ao ar lhes será negado. Você literalmente “afoga” a planta!

Faça Sempre Regas Completas

Outra prática comum são regas diárias com apenas algumas borrifadas de água.

Regar com pouca água estimula o crescimento das raízes apenas na superfície do vaso, onde elas estarão propensas a mudanças bruscas de temperatura e umidade. Regas completas estimulam um enraizamento robusto, capaz de prover maior acesso aos nutrientes e a umidade disponível no substrato, além de sustentar toda a beleza que encontramos na superfície!

Não Tenha Pressa

Você enche a superfície do vaso com a quantidade certa de água de uma só vez. A água vai sendo absorvida aos poucos pelo substrato, e logo o vaso vai estar gotejando pelo fundo. Tarefa cumprida, você pensa.

Aí é onde mora um segredo que nem todo mundo conhece.

Quando você despeja muita água no vaso, ela escorre com maior rapidez até o fundo do vaso, sem permitir que o substrato tenha tempo de absorvê-la. O vaso começa a pingar, e nós ficamos com uma falsa impressão de que ele está cheio d’água.

Para evitar isso, despeje água no vaso aos poucos, aguardando o tempo necessário para que o substrato o absorva.

Evite Banhar Sua Planta

A umidade facilita o contágio de doenças nas folhas causadas por fungos. Por esse motivo, é recomendado evitar molhar as folhas na hora de regá-las.

Porém, nem sempre isso é possível. Nesse caso, regue suas plantas pela manhã para que sequem durante o dia.

quando regar as plantas
Um banho na hora certa não faz mal!

Saber quando regar um vaso é mais ou menos como fazer uma previsão metereológica. Para fazer uma predição correta, você precisa estar atento aos sinais do tempo (ou usar um equipamento de medição!).

Portanto, ponha em prática os seus superpoderes de observação e clarividência! Suas plantas o agradecerão com folhas vistosas, belas flores e frutos deliciosos!

Mostre aos seus amigos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *